terça-feira, 14 de outubro de 2008

ANUNCIADO O NOVO NOBEL DE ECONOMIA

Paul Krugman é o novo ganhador do Nobel em economia e esta premiação é mais uma má notícia para o George W. Bush e outros liberais por aí. CLIQUE AQUI . Krugman é seguidor de Keynes o téorico intervencionista mais famoso que conhecemos.
O liberalismo econômico será cada vez mais sendo descartado depois da grande crise financeira que o mundo vive, principalmente os EUA. Ontem (13/10) as bolsas dispararam positivamente depois que os governantes dos países da união européia resolveram estatizar instituições financeiras para salvar o sistema. Eles não estão dando dinheiro e sim comprando ações dos bancos e tornando-se sócios. Na Europa não há qualquer constrangimento em estatizar, pois a maioria desses países sempre faz intervenção na economia quando consideram necessário.
Nos EUA a coisa é diferente, estatizar significa jogar no lixo toda a sua ideologia. Os EUA vivem um inferno astral, porque agora existem outros países importantes fora do eixo do g-8 - países mais ricos do mundo. Ontem o nosso ministro da fazenda Guido Mantega estava sentado ao lado do Presidente americano, discutindo a criação de um novo grupo, ou seja, o g-8 e mais os países emergentes em destaque: Brasil, China e India.
O Brasil nunca esteve em situação tão privilegiada e internamente com relação à crise está muito bem, pois nossos bancos são sólidos, o sistema financeiro não está contaminado. O problema que poderemos ter com a falta de crédito já está sendo resolvido com a liberação de recursos compulsórios que os bancos são obrigados a depositar no Banco Central por garantia. A primeira leva de recursos, será 100 bilhões de reais a serem liberados gradativamente. Quanto ao crédito em dólares para as empresas maiores, com a iniciativa dos governos da união européia e agora a ser imitada pelos EUA o problema será resolvido.
Uma outra visão otimista sobre o Brasil está nesta reportagem da carta maior com a grande economista Maria da Conceição Tavares CLIQUE AQUI .

3 comentários:

  1. Jackeline - 2 ano economia14 de outubro de 2008 17:29

    A crise atual tem demonstrado que o todo poderoso EUA não esta com essa bola toda. Mas como ainda é a maior economia mundial, faz com que outros paises sofram do mesmo mal. A intervenção feita pelo governo, demonstra que em tempos de crise a estatização é a melhor saida, mas quando se volta a normalidade ocorre novas privatizações. Mas agora é só esperar as eleições norte-americana para saber qual o novo pacote economico que o governo vai lançar e se vai dar certo. Acho um pouco dificil que consigam que os EUA continuam no topo, pois paises como Japão e a Uniao Europeia tem força suficiente para conseguir esta posição.

    ResponderExcluir
  2. Evandro 2 ano economia15 de outubro de 2008 15:24

    Se para os EUA estatizar significa jogar no lixo toda sua ideologia, com isso poderão jogar no lixo também toda sua hegemonia dentro da economia-mundo e assim dar o posto de todo poderoso para países como a China e Japão que vem tendo um grande crescimento dentro da economia. Em relação ao Brasil, penso que não afetara tanto, pois o país possui grandes empresas estatais de muito poder e uam economia estavel.

    ResponderExcluir
  3. Tiago 2º ano Economia16 de outubro de 2008 15:38

    É essencialmente importante para o Brasil ver tal crise como oportunidade de crescer. Privatizações por exemplo, nunca foi caminho para se entrar em estabilidade. Se todos se lembram, a Vale do Rio Doce foi privatizada no governo anterior ao governo Lula, e o que manteve um "equilibrio" foi os seguidos emprestimos junto ao FMI, o que contribuiu para a divida externa do Brasil dar um salto. Alias, em uma decisao um tanto quanto tardia, o FMI agora incentiva o intervencionismo, o mesmo FMI que incentivava o liberalismo.

    ResponderExcluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.