segunda-feira, 16 de abril de 2018

PERDEMOS PAUL SINGER

Vai fazer muita falta o economista Paul Singer. Sou fã dele, minhas pesquisas sobre economia solidária sempre tiveram a presença de dele nos referenciais. Além de teórico sempre lutou pelas causas sociais. Tive o privilégio de assisti-lo em Maringá-Pr certa vez. Esse foi um homem que combateu o bom combate sempre.CLIQUE AQUI para ler.
CLIQUE AQUI para ler.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

A SEGUNDA PARTE DO GOLPE CUMPRIDA



Tempos estranhos estamos vivendo, um juiz de primeira instância (Moro)   em despacho, querendo interferir nos votos de juízes da suprema corte. Dito pelo Ministro Marco Aurélio de Melo.
Concordo com o Ministro e tais tempos estranhos começaram com a queda da presidenta Dilma, comandada pelo bandido Cunha, atualmente preso e seus liderados na câmara dos deputados, que iniciaram o impeachment por causa de uma manobra contábil que todos os ex-presidentes desde FHC e todos os governadores sempre praticaram e que segundo o atento senador e estadista Roberto Requião disse certa vez: essa manobra, no máximo daria uma multa, não para Dilma, mas para o Secretário do Tesouro Nacional.
A maioria do senado federal consumou o ato, mas envergonhado por saber que estavam cometendo uma injustiça, a pedido da senadora Kátia Abreu antes de ser expulsa do PMDB (um prêmio para ela) mantiveram os direitos políticos da “criminosa”. Tanto é que segundo as últimas pesquisas que acompanhei, a Dilma deve se eleger senadora na terra do Aécio que nem candidato deve ser, ontem ela inclusive, transferiu seu título de Porto Alegre para Belo Horizonte.
Concluída a primeira parte do golpe, a segunda seria tirar o maior líder político da América Latina e o atual líder absoluto de todas as pesquisas o ex-presidente Lula do processo eleitoral.
E o processo seguiu por meio de absurdos atrás de absurdos, mas começou anteriormente pela gravação e divulgação de conversas telefônicas entre a ainda presidenta da república Dilma e o ex-presidente da república Lula. Fosse nos EUA, de acordo com grandes juristas que se pronunciaram, o Sérgio Moro que autorizou tal crime seria preso e perderia o cargo. Simples assim.  
Depois todos os vazamentos seletivos e que milagrosamente, a rede globo tinha todos os áudios para divulgar no jornal nacional, nos trechos que fossem interessantes para os envolvidos no processo.
Depois veio o ridículo e vexatório (motivo de piadas)o Power point do Dalagnol, aquele que outro dia disse que faria jejum para que o STF julgasse de acordo com ele desejava porque era o anseio da população. Coisa estranha, partindo de alguém da área do direito, pois julgamentos sérios não dependem de desejos nem dele que é um “poço de pureza”, nem de ninguém da população e sim do que reza a constituição brasileira que desde a lava jato vem sendo rasgada, pedaço a pedaço.       
Depois veio o processo, o apartamento triplex que de acordo com uma testemunha, sem comprovação, era para ser do Lula. E seria por um benefício de alguma obra da Petrobrás. Como assim? Alguém monta um processo (com milhares de páginas, pois quantidade impressiona) para tentar incriminar uma pessoa que “ia anhar” um apto que depois ficou comprovado que estava penhorado pela Caixa Econômica e pertencia a OAS. O Outro absurdo, que diabos tem que um ex-presidente da república seja incriminado pela Petrobrás da qual ele diretamente não tem nada a ver, pois ela é regida por um Conselho e tem uma diretoria. Só no Brasil uma coisa dessas.
Mas os absurdos continuariam. O Sérgio Moro que deveria pela lógica do direito vigente arquivar o processo, aceitou a denúncia, condenou o Lula a nove anos de prisão. E quando os advogados recorreram, ELE MESMO, afirmou que não havia ligação com a Petrobrás. O que já era frágil como uma casca de ovo ficou mais frágil ainda.
Bom, mas existe a segunda instância. Há uma justiça no Brasil e há fila de espera, porque é assim que as coisas funcionam. Tem um histórico garantindo isso. Eis o que foi a surpresa, na velocidade de “míssil”, atropelando outros processos que estavam na frente o relator, que segundo o maior sociólogo brasileiro Emir Sader (e que bombou na internet) “o revisor do processo do Lula leu 250 mil páginas em 6 dias. Isto é, ele leu 2 mil páginas por hora, sem dormir, durante 6 dias”. Vamos combinar, esse desembargador é bom leitura.  
Antes disso, é bom lembrar que o presidente do TRF4 tinha declarado que a sentença do Moro era irrepreensível. Caramba, como é que pode um desembargador, presidente de um colegiado de justiça fala isso em entrevista? Qualquer pessoa, qualquer jurista poderia comentar a sentença, mas jamais, ele poderia, na condição de presidente emitir um juízo assim, no mínimo, poderia causar a impressão de interferência junto aos três desembargadores que iriam julgar o caso. Mas tudo bem não é, afinal de contas espera-se que um juiz julgue baseado nos autos do processo e não leve em consideração, absolutamente nada que ouvir de outras pessoas.       
 Bom, tudo bem, o revisor ficou 6 dias sem dormir lendo, porque ele é um abnegado servidor público, mas havia a expectativa do julgamento em si, as sentenças e era sabido que primeiro, se fosse ao menos de 2 a 1 contra o Lula, haverá recursos mais substanciais e o processo demoraria mais tempo. Está na Constituição isso. Se bem que não sei se esse instrumento ainda pode ser levado a sério, mas continuemos, mesmo que fosse 3 a 0 contra o Lula ainda poderia existir recursos, quando há divergência da pena, afinal de contas são três desembargadores que votam pelas próprias cabeças e sem interferência.
No dia do julgamento estava presente devidamente autorizado pelo TRF4, a pedido da defesa, o advogado dos Direitos Humanos da ONU e nada menos que o conselheiro da Rainha da Inglaterra o britânico Geoffrey Robertson. O julgamento sinceramente foi um teatro. O observador citado disse depois que ficou horrorizado. Os desembargadores apesar de permitirem os minutos a que o advogado de defesa tinha, nem levaram em consideração porque já estavam com o votos prontos e além dos 3 a 0 contra o Lula ainda subiram a pena, os três juntos (isso que é sintonia de pensamento, afinal de contas os votos são individuais) para 12 anos.
“Isso foi feito com o objetivo claro de não prescrever a pena, de acordo com o ex-juiz federal Flávio Dino e atual governador do Maranhão”. Para mim isso aparenta ser mais um nós três contra ele do que um julgamento sério.
Espera aí, três a zero para não permitir recursos mais demorados, os três atribuíram uma mesma pena aumentada para que o processo não prescreva e querem me fazer acreditar que isso tudo é uma simples coincidência? Eu posso ter a cara de idiota, mas penso que só sou um pouco.  
No meio do caminho, veio a história da votação do habeas corpus preventivo julgado pelo STF  que Lula perdeu e que nem necessitaria de ser solicitado e foi denunciado pelo Ministro Marco Aurélio no dia do julgamento.
O ocorrido foi que a presidenta Carmem Lúcia propositadamente e agindo não como juíza, mas como política, engavetou desde dezembro do ano passado as duas  ADCs - Ações Declaratórias de Constitucionalidade e que se tivessem sido votadas, salvo nova mudança da Rosa Weber,  daria 6 a 5 pró nova mudança para atender a constituição e Lula não estaria preso agora.
Com relação à nova votação das ADCs que podem ocorrer já na quarta-feira, não pela vontade da Carmem Lúcia (amiga do Aécio e aliada da Rede Globo), mas porque o Marco Aurélio já perdeu a paciência com ela e disse que vai pautar o assunto e ele pode fazê-lo, é uma discussão que não era nem para estar acontecendo, porque a mudança ocorrida em 2016 é uma afronta à constituição brasileira e só ocorreu pelo oba oba da lava jato, porque é uma cláusula pétrea e sendo tal, não pode ser alterada e mesmo que fosse alterada por mais absurda que seja, deveria ser realizado pelo Congresso Nacional porque para o bem ou para o mal é lá a instância adequada.
E quem está dizendo aos quatro ventos e criticando abertamente todo o processo de perseguição que o Lula está sofrendo e que até fora do país tem juristas indignados, é nada mais, nada menos que um jornalista político Reinaldo Azevedo que odeia o PT.
Com a devida vênia, aos que não concordam comigo e sem ódio no coração porque gera uma série de doenças, é o que eu tinha para relatar no final de um domingo ensolarado em que no momento o Corinthians (time do coração do Lula) está vencendo o Palmeiras.    

quinta-feira, 12 de abril de 2018

MAIS UM NOBEL DA PAZ NA CAMPANHA DE LULA

Interessante. Enquanto Lula é um preso político condenado sem nenhuma prova e impedido de ser recebido por 9 governadores (tamanho desrespeito com o governadores) dois ganhadores do Prêmio Nobel da Paz estão trabalhando para que Lula vença o Prêmio este ano. Sinal que até fora do país já se percebeu a perseguição política.CLIQUE AQUI para ler.

sábado, 7 de abril de 2018

LULA FAZ UM DISCURSO DE GIGANTE ANTES DE SE ENTREGAR






A elite branca brasileira achava que a prisão iria destruir um Lula .

Neste momento ele bem humorado mas também indignado denunciando com todas as letras o processo mentiroso que foi condenado.

Ele citou Dalagnol e Moro "Eu não tenho provas, mas tenho convicção ".

Eles achavam que ele chegaria de cabeça baixa ontem lá na "República de Curitiba que usa outra constituição ".

Acabou de afirmar que a Marisa foi assassinada pelas calúnias.

Ele vai para cadeia como os perseguidores querem mas hoje saiu maior ainda que já era.

Não adianta babarem e espumarem de ódio.

Evento terminado com a música "apesar de você amanhã há de ser outro dia". Perfeito.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

SENTIMENTO SENTIDO ESCRITO POR SOLAINE BEATRIZ

A Solaine Beatriz é uma jovem talentosa poetisa que de vez em quando pede eu publicar no meu Blog.

Hoje publico mais uma.



Sentimento Sentido
Existem pessoas que não merecem o espaço que ocupam nosso peito.
Você não vai viver para ser capaz, merecedor de tanto amor,
Não serás possível nem sequer um dia será necessário
para que compreenda de que tamanho sentimento é o amor.
“já não existirá até que a morte nos separe!”
Pois o dilacerado coração já não existirá, o amor que fique contigo.
Que morra o meu eu, jamais saberás
“De tamanha tortura, soldado ferido se dispôs da armadura do medo de amar”
Por que amor? Maltratas este pobre coração, desilusão.
Ass: Solaine B 5/04/18 22:00h
 




quinta-feira, 5 de abril de 2018

SÉRGIO MORO CONCLUIU O ÚNICO OBJETIVO DA LAVA JATO - DECRETAR A PRISÃO DO LULA

Sérgio Moro a princípio concluiu o trabalho. A Lava Jato foi criada única e exclusivamente para tirar o líder das pesquisas, o ex-presidente Lula das eleições.

Condenado pelo "juiz" sem nenhuma prova, apenas com a fala de um delator sem credibilidade nenhuma. 

Qualquer jurista sério sabe da fragilidade da acusação, e confirmada por outros "juízes"(quem acompanhou aquele julgamento sabe o que ocorreu lá).

Lula se tornará um preso político como todo o processo foi, inclusive a vergonhosa sessão do STF de ontem, que se iniciou dias antes, de forma rasteira pela amiguinha do Aécio. Se ela agisse conforme manda a constituição o habeas corpus teria concedido.

Vitória momentânea da elite brasileira branca e da globo. Mas só faltou combinar com o povo, da cadeia Lula elege quem ele quiser. Isso é fato.

Enquanto isso, o Aécio ( amiguinho da Carminha), que em gravação falou até em mandar matar e entupido de acusações está por aí, leve e solto.

PREVALECEU A ESTRATÉGIA EM VEZ DA JUSTIÇA

Prevaleceu a estratégia rasteira da Ministra Carmen Lúcia. Segundo o Ministro Marco Aurélio que disse na cara dela, se fossem votados os processos precedentes o resultado seria outro.

Como ela sabia que perderia mudou a ordem da votação. Isso é o resultado de juiz que atua com a intenção política em vez de seguir a ordem normal judiciária.

Ela gaguejando muito, já tinha salvado a cara do conterrâneo Aécio Neves e evidentemente que iria atuar contra o lado contrário dele.

 A história vai cobrar dela, mas aí já vai ser tarde.

segunda-feira, 2 de abril de 2018

A PROPAGANDA DIFERENTE DA REALIDADE

Estou Roncador-Pr na casa dos pais e para passar o tempo, resolvi assistir o programa Senhor Brasil do querido Rolando Boldrim. E nos intervalos pela televisão é Paraná, passa propaganda do governo do Paraná.
Em geral me deu a impressão de que não é o mesmo Paraná que estou habitando, tamanha a diferença entre o que ali se apresenta e o que os paranaenses estão vendo.
Mas o que me deixou encucado e como dizem os mais antigos "eu tenho pouca leitura" ali se fala em milhões de reais investidos na duplicação de várias estradas.
Estranho porque salvo engano da minha parte, as estradas são pedagiadas e com o pedágio mais caro do Brasil, portanto, investimento e obrigação das concessionárias que vai sair do bolso dos usuários .

terça-feira, 27 de março de 2018

UM EXEMPLO DE UM SIMPLES ARTIGO E SUAS RAMIFICAÇÕES

Em 2011, escrevi um artigo com o então aluno de iniciação científica Fabio Da Silva Smoliak intitulado " Os primórdios dos indicadores econômicos e sociais" que foi publicado nos anais Enpex realizado na então Fecilcam, atualmente Unespar campus de Campo Mourão.
No último sábado o Fabio me mandou uma mensagem informando que nosso artigo foi citado em outros trabalhos científicos.
Esse meu querido orientando foi por mim orientado na iniciação científica, tanto no curso de ciências econômicas quanto no curso de história.
Fui pesquisar e descobri que foi citado pela doutora Rejane Gomes Carvalho e a especialista Michelli Costa Oliveira em encontro científico no Rio Grande do Norte.
Citado pelo Gestor Governamental de Planejamento, Orçamento e Gestão, Murilo Alves na Revista de Gestão Pública do Pernambuco.
Pela graduanda Maiara Muller Montiel, orientada pela doutora Débora Hoff da Universidade Federal do Pampa em Santana do Livramento no Rio Grande do Sul.
E citado em evento da UEL em Londrina, pelo especialista João Cristiano Fleck e pelo mestre Sinival Osório Pitaguari.
De uma simples publicação, citado no Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.
Como tenho outros tantos artigos publicados, vou tentar encontrar o instrumento de localização para ver para que bandas segue meu nome.

sexta-feira, 23 de março de 2018

SARAU DA AME - MARÇO DE 2018

















O Blog do Maybuk é parceiro permanente da Biblioteca Municipal Professor Egydio Martello.

Não tive o prazer de participar, estava viajando, mas mais uma vez, recebi um belíssimo texto da presidente da AME – Associação Mourãoense de Escritores  Fátima Saraiva e publico na íntegra.

TEXTO DE FÁTIMA SARAIVA

Sábado, 17/03/2018, às 15 horas, mais um evento da Associação Mourãoense de Escritores – AME que entrou para história.

Mais uma vez, a sede dos nossos encontros, a Biblioteca Pública Municipal Professor Egydio Martello, contou com o empenho da coordenadora Luciana Demetke, que sempre nos recepciona com muita dedicação.

É claro que foi notável a ausência de pessoas que sempre estão participando dos eventos com intervenções acrescentadoras.

Por outro lado, outras pessoas estiveram conosco nesta tarde pela primeira vez e suas presenças fez com que nos sentíssemos imensamente felizes.

Como bem lembrou a nossa amiga e vice- presidente da AME, Fátima Braga “o papel da AME, sobretudo, é agregar, incentivar, acolher”... E uma soma de pessoas com pensares e artes diferentes fez da nossa tarde muito especial.

Estiveram no evento: Maria de Fátima Veloso Braga (Fátima Braga) – Vice – Presidente da AME .

Maria de Fátima Saraiva Ferreira.

Maria Aparecida Gastaldo – A Cantora Gaúcha Gaiteira.

Flávio Afonso Lopes – Colecionador de Selos e com centenas de escritos não publicados.

 Cristina Gláucia Schreiner Mota – Membro da Academia Mourãoense de Letras e da AME.

Ana Aparecida Ceola Ribeiro – Membro da AME e grande poetisa.

Antonio Barros M. Filho – Professor da Rede Municipal de Campo Mourão e Escritor.

Luciana Demetke – Coordenadora da Biblioteca Prof. Egydio Martello e poetisa a se revelar.

Reinaldo Remigio – Locutor da Rádio Colmeia – Programa Jeitão de Caboclo.

Otmar Soares – Frequentador assíduo da Biblioteca Egydio Martello. Sempre presente nos Encontros da AME e nos demais eventos literários que ocorrem na biblioteca, bem como, os eventos externos.

Rosnei Junior – O Poeta de Garagem, dançarino, acadêmico do curso de Educação Física (Integrado).

Sônia Ubelina de Oliveira Silveira – Membro da AME, poetisa e Lojista.

Sílvia Fernandes - Membro da AME. Prestes a lançar mais um livro.

Maria do Carmo – A Cantora Paulistinha. Desenvolta em suas falas, autodidata instrumental e vocal.

João M. Lara – Membro da Academia Mourãoense de Letras e Simpatizante da AME. Criou o grupo do ‘autoconhecer’ e nos convidou a participar.

Kátia Ketten dos S. da Silva – A Cantora Kah Oliveira. Com muitas músicas autorais.

Daniel Marcelo E. da Silva – Produtor da Cantora Kah Oliveira.

Oswaldoir Capeloto – Grande poeta do improviso.

A Família Carneiro:

Maurício Caldas Carneiro – Autor do livro Poemas (Anos Noventa).

Doroty B. Carneiro – (Esposa de Maurício), lojista e apreciadora da literatura.

Isabelle Caldas Carneiro – (Filha de Doroty e Maurício). Entre seus inúmeros dons, encanta com a arte instrumental... Toca teclado.

Adelaide Bello Neitzke, funcionária pública e leitora apaixonada dos nossos escritores mourãoenses.


Prescila Alves Pereira Francioli (já participou da AME em outros momentos) e Márcia de Fátima Dal Pasquale, ambas foram minhas professoras, nas Disciplinas de Matemática e Geografia, no Colégio Carlos Drumond de Andrade / Bento Mussurunga, em meados de 1990.

Encantou-me rever minhas sempre professoras depois de tanto tempo, principalmente, num dos momentos que mais amo... Evento da AME.

Prescila Alves Pereira convidou-nos para o lançamento de seu fascinante romance ‘Fogo e Chuva’, que será no dia 13 de abril, a partir das 20 horas, no Salão Social do SESC. Localizado na Avenida João Bento 2020 – Centro. Campo Mourão/Paraná.

Três cantoras estavam presentes: Kah Oliveira (Kátia Ketten dos S. da Silva), a Gaúcha Gaiteira (Maria Aparecida Gastaldo) que cantaram músicas autorais e a Paulistinha (Maria do Carmo) que cantou uma música não autoral.

Todas nos encantaram pela desenvoltura musical e por deixarem transparecer tanto amor nos sons de suas vozes e ao tocarem seus respectivos instrumentos... Simplesmente, apaixonante.

Além de todos os presentes se apresentarem, o encontro foi alternado com músicas e intervenções de Ana Ceola, Cristina S. Mota, João Lara, Fátima Braga, Fátima Saraiva, Prescila Pereira, Sílvia Sampaio, Maurício C. Carneiro... Momentos que levaram os presentes a refletirem.

No decorrer do evento, Luciana Demetke, informou-nos que no dia 21/03/2018, quarta-feira, às 19h30min, nas dependências da Biblioteca Prof. Egydio Martello, teria mais um “Poetas em Casa” e que as estrelas da noite seriam: Cícero Pereira, Dalva Helena de Medeiros e Giselta Veiga.

Também ficou definido que o próximo Encontro da AME será no segundo sábado do mês de abril, 14/04/18, às 16 horas. A alteração do dia deve-se à comemoração do aniversário da Associação Mourãoense de Escritores, que no dia 16/04, completará vinte e dois anos.

Uma breve reflexão... Difícil não se apaixonar pela peculiaridade dos nossos encontros mensais. Cada encontro traz em si, a singularidade e nos deixam encantados por detalhes inovadores. Nem todos conseguem expor sua arte, mas, são seres incrivelmente maravilhosos, porque respeitam e apreciam a arte um do outro... Poetizar, cantar, dançar, musicalizar, encenar, escutar, doar... Tudo isso ou basicamente um desses dons, nos torna definitivamente excêntrico.