terça-feira, 26 de agosto de 2008

A SERIEDADE DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

No Dia 08 de agosto de 2008 escrevi uma matéria neste blog intitulada “Mitos e Comentários sobre o Bolsa Família” e na ocasião defendi o programa tanto porque acredito nele, quanto porque sou do Comitê de Fiscalização do Programa aqui em Campo Mourão.

Na ocasião rechacei aquela conversa de que com este governo não há nenhum tipo de condicionalidade, pois para receber o benefício a família tem que manter os filhos na escola e cuidar do acompanhamento de peso e vacinação. Como economista, também sustentei a tese de que este programa é multiplicador de renda na sociedade.

Hoje li pela imprensa mourãoense de que quase 500 famílias deixarão de receber o benefício, porque o sistema nacional do Cadastro Único identificou divergências e pagamentos indevidos. No Jornal Tribuna do interior, “ de acordo com o coordenador do cadastro único Bolsa Família de Campo Mourão, Ervin de Menezes, o resultado das comparações aponta situações de possíveis divergências na informação de renda das famílias. Ele cita que foram encontrados três tipos de situações: famílias do Programa Bolsa Família com algum de seus integrantes recebendo Benefício de Prestação Continuada que não informaram a renda do BPC no Cadastro. Neste caso, ao considerar a renda do BPC, a família tem renda superior a R$ 120 mensal por pessoa; famílias com algum de seus membros identificados na Relação Anual de Informações Sociais e que não declararam a renda de trabalho formal no Cadastro ou declararam uma renda menor que aquela observada na Rais; famílias que apresentaram, ao mesmo tempo, as duas situações, recebem BPC e foram identificadas na Rais e não declararam estas rendas no Cadastro Único.”

Essa situação prova mais uma vez que além dos vários pontos positivos do programa por mim já comentados na matéria de 08 de agosto neste blog, também há uma seriedade quanto ao uso adequado deste recurso para aquelas pessoas que realmente precisam.

7 comentários:

  1. EDIANE 2º ECONOMIA28 de agosto de 2008 10:43

    TIVE A SORTE DE PODER TER LIDO SEU OUTRO COMENTARI A RESPEITO DO BOLSA FAMILIA E CONCORDO QUE NADA MAIS JUSTO DO QUE INVESTIGAR E TIRAR DE QUEM REALMENTE NÃO TEM NECESSIDADE DE RECEBER O BENEFICIO.
    ACREDITO QUE ENQUANTO EM NOSSO PAÍS HOUVEREM FORMAS DESLEAIS DE CONVIVENCIA ONDE TODOS SE ACHAM MAIS ESPERTOS QUE OUTROS NÃO SERA POSSIVEL CONSTRUIR IGUALDADE E JUSTIÇA.

    ResponderExcluir
  2. Odair Domingos Branco do Curso de Ciências Econômicas.10 de setembro de 2008 09:18

    ....pois é, particularmente adorei esse projeto de investigar a inscrição e obtenção do bolsa família. . . . .sinceramente, pois, esse incansável e implacável "jeitinho brasileiro" tem que ser vetado de alguma forma, principalmente em casos como esse. Acho isso uma falta de vergonha na cara, pois se aproveitar de um projeto desse para ter benefício quando não precisa, é ridículo. . . .por essas e outras que nosso país não anda, a falta de respeito, de ética e principalmente de moral.

    ResponderExcluir
  3. André Ciola, aluno do 2º ano de Ciencias Economicas13 de setembro de 2008 08:23

    O programa Bolsa Familia, ate que tem uma boa intensão, mas como no Brasil tudo é manipulado para interesses proprios, estão aproveitando da má fiscalização e desviando a verba do programa que deveria ser revertida para quem realmente precisa, prejudicando a intenção do governo de melhorar a vida dos brasileiros necessitados.
    Com uma maior fiscalização, talvez esse programa realmente atinga o seu real objetivo de aumentar a renda dos brasileiros e não de favorecer alguns "espertinhos".

    ResponderExcluir
  4. Renata C. Barreto Vasques.17 de setembro de 2008 07:43

    Trabalho em uma unidade de saúde em Barbosa Ferraz – PR, onde diariamente é realizado o acompanhamento dos beneficiados pelo Programa Bolsa Família e posso acompanhar a “fiscalização” que é realizada por este programa.
    Portanto percebo que mesmo que existam entre os beneficiados, pessoas que por algum motivo ultrapassaram a renda per capta limite estabelecida pelo programa, à maioria das famílias beneficiadas neste município - Barbosa Ferraz - atendem as exigências feitas pelo PBF.
    Muitos são aqueles que ao comentarem o PBF fazem criticas negativas à eficiência do programa e ao merecimento das famílias. Porém, estes deixam de consideram que ter uma renda individual inferior a R$ 120,00 (limite da renda per capita exigida pelo Programa Bolsa Família) na maioria das vezes não é opção, embora sempre existam aqueles que se “acomodem”. O importante é que este beneficio adicionado a renda das famílias permite uma melhor qualidade de vida a todos de forma direta e indireta, sendo esta uma forma de redistribuição de renda que agrega a atividade economia das regiões onde existem beneficiados.


    (Renata C. B. Vaques - 2° ano de Economia)

    ResponderExcluir
  5. ADEMIR MORAIS DA LUZ - acadêmico do 2º ano de ciências econômicas13 de outubro de 2008 06:33

    No meu entendimeto o "Programa Bolsa Família" é um ótimo programa idealizado e colocado em prática pelo nosso presidente da república, Sr. Lula.
    Esse programa é um ótimo multiplicador de renda como saliente o Professor Maybuk, no entanto, esse programa apresenta muitas fraudes.
    Acredito que se realmente existisse uma fiscalização maior e mais severá, este programa seria muito bom e ajudaria muitas famílias que realmente precisam de auxílio do governo.
    Existem famílias que exploram o "bolsa família", sem ao menos precisarem, então, as medidas a que me refiro, teriam que ser punição criminal e se fosse o caso até a perda da guarda do filho, no caso de famílias que recebem o bolsa família e continuam a explorar seus filhos nas ruas.
    Porque existem, até mesmo em Campo Mourão, crianças de pés descalços, em festas que acontecem nas igrejas, entre outras, juntando latias, pedindo dinheiro, nesse caso, no centro da cidade esta cheio dessas crianças.
    Essa situação ou é um desídio da família, ou ela mesma quem obriga seus filhos a fazer isso.
    Eu concordo com esse tipo de programa pelo governo, mas para que isso seja benefico para a sociedade que realmente precisa, deve existir uma fiscalização séria, para que consiga abranger as famílias necessitadas e assim também fortalecer nossa economia, girando a renda e beneficiando toda camada social da nossa sociedade

    ResponderExcluir
  6. Tenho alguns parentes em Campo Mourão que ainda não conheço.Gostaria de saber se Odair domingos branco que deixou recado nessa página seria um deles,ou seria Mera Coincidencia. Clarice Domingues Branco,Campo Grande,Mato Grosso do Sul.

    ResponderExcluir
  7. Tenho alguns parentes que não conheço em Campo Mourão.Gostaria de saber se Odair Domingos Branco que deixou recado nessa página no dia 10/9 seria algum deles,ou seria mera coincidência.Clarice Domingues Branco,Campo Grande Mato Grosso do Sul.

    ResponderExcluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.