sábado, 21 de junho de 2008

QUE MARAVILHA, MAIS UM RECORD NA ECONOMIA BRASILEIRA

O Brasil ainda tem muitos problemas nas áreas de saúde, educação, infra-estrutura, segurança etc, mas não há dúvida que em termos de economia está “nadando de braçadas”, pois a maioria absoluta dos índices econômicos estão muito bons. A mais nova notícia é a marca record de 30 milhões de carteiras assinadas e constata ainda que nos cinco primeiros meses deste ano, a geração de emprego formal cresceu 15% em relação ao mesmo período do ano passado.(dados do caged: cadastro geral de empregados e desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego)

Outra novidade importante principalmente para nós, é que o interior gerou mais empregos que as grandes metrópoles e pode ter sido puxado pelo complexo sucro-alcooleiro do centro-sul, que embora possa ser atividade sazonal vem se consolidando no país, principalmente pela crise energética. Se aliarmos a isso as informações da RAIS – Relação anual de informações sociais que indica que mais de 94% dos acordos coletivos tiveram ganhos acima da inflação e que o próprio salário mínimo teve ganho real, percebe-se que a economia está em plena expansão.
É preciso ficar em alerta apenas com a subida de preços que está ocorrendo e que pode gerar inflação. O problema é que a demanda é maior que a oferta e o equilíbrio pode se dar de duas formas, ou seja, por um lado pode-se ir na onda dos conservadores do Banco Central subindo juros, cortando crédito, inibindo o consumo ,faltando apenas “mandar a polícia federal prender quem comprar 10 quilos de carne em vez de 05” etc, aumentando a dívida interna, estagnando a economia e desempregando, mas finalmente ufa! Chega-se ao equilíbrio. Por outro lado pode-se optar pela linha progressista e mais inteligente dos ministros da fazenda Guido Mantega, Planejamento Paulo Bernando, Agricultura Reinhold Stephanes que sugerem aumentar a produção, que faz a economia ficar dinâmica, gera mais empregos, o governo arrecada mais e todo mundo fica feliz, menos é claro, alguns jornalistas e/ou comentaristas econômicos que fazem todo dia cara de velório para tentar emplacar alguma crise.
Minha alegria é que enquanto alguns “seca samambaias” tentam gerar crises, a maioria absoluta dos empresários e trabalhadores deste país estão unidos trabalhando e produzindo e a economia vai bem, obrigado.

Um comentário:

  1. Tatiana Soares da Silva - 2º Ano de Economia2 de setembro de 2008 09:25

    Boa tarde professor, tudo bem?
    Concordo com sua matéria, só este ano o Paraná ja gerou o dobro de vagas de empregos que o calculado no ano passado.
    Com este aumento no índice de empregos no Brasil, faz-se destacar alguns pontos positivos:
    - Diminui a desigualdade de renda entre os brasileiros.
    - Proporciona uma melhor distribuição populacional no país.
    - Melhor planejamento familiar.
    Porém há um ponto importante destacado na matéria, a subida dos preços(demanda maior que a oferta), mas foi divulgado no ultimo dia 19 pela FGV, queda de preço dos principais alimentos da ceta básica em algumas regiões.
    Assim é a economia, sempre procurando chegar ao equilíbrio.

    ResponderExcluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.