domingo, 1 de outubro de 2017

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE CAMPO MOURÃO-PR COMPLETA 60 ANOS E RECEBE COMENDA












Sobre as fotos, ainda irei publicar posteriormente uma com todos os membros da AME presentes no dia. Assim que eu tiver acesso a ela.

A biblioteca municipal professor Egydio Martello de Campo Mourão-Pr, foi homenageada com a Comenda 10 de outubro pela Câmara de Vereadores do município no dia 29 de setembro de 2017.

Eu estive lá na condição de membro da AME - Associação mourãoense de escritores (não sou escritor propriamente dito, mas por ser amante da leitura e após um período de análise fui aceito por lá). Aliás, estou me deliciando com os eventos. Estar perto e ouvir escritores e escritoras é como se sentir num mundo paralelo, eles e elas têm mentes diferenciadas, parece que há um bálsamo no ar, algo incrível.  

Também por uma gentileza do vereador, meu representante particular professor Cícero de Souza do PT, acabei sendo mencionado pelo presidente da câmara vereador Edson Batilani do PPS na condição de auditor e controlador da Unespar, cargo que no momento ocupo na gestão do reitor professor Antonio Carlos Aleixo.

Assisti ao evento ao lado da membro da AME e também imortal da AML a querida professora  Cristina Schreiner Mota.
O evento foi muito interessante. 

Na mesa de autoridades, além dos vereadores presentes um destaque ao vereador Edson Batilani que também foi o autor da homenagem (subscrito pelos demais) e que fez a leitura de um belo texto recordando toda a história da criação dela . Também o vereador professor Cícero de Souza, que por ser  ator, fez uma bela apresentação com uma poesia escrita especificamente para a biblioteca homenageada e emocionou os presentes. 

Também estava na mesa de autoridades o prefeito municipal Tauillo Tezelli  que no seu jeito tranquilo de falar, por ser mourãoense, deu testemunho de como era a referida biblioteca pelos vários lugares em que esteve instalada e ele na condição de estudante do Colégio Estadual, a visitava no período escolar. Também fez homenagem aos prefeitos anteriores que tiveram relação com ela e deu destaque ao atual local de instalação que inclusive abriga a Academia Mourãoense de Letras.

A Secretária da Cultura Marley Formentini (minha antiga conhecida e que na ocasião tive oportunidade de falar com ela sobre algumas coisas sobre a sua pasta), fez uma fala homenageando e citando todas as mulheres funcionárias da biblioteca. Justa homenagem. Ela inclusive aparece em  foto na publicação, ao lado do prefeito e do autor da comenda recebendo a homenagem em nome da biblioteca.

E por fim, embora não tenham feito falas, estavam na mesa de autoridades as acadêmicas imortais a atual presidente da AML Ester de Abreu Piacentini minha conhecida de longa data, pois até estudamos pós-graduação juntos e a querida  professora Dalva Helena de Medeiros que é minha amiga  e também colega de Unespar, a qual tenho um profundo respeito pela carreira e por todos os momentos de luta, uma grande guerreira.  

E junto delas a graduada em geografia pela Unespar, também escritora e que está presidindo brilhantemente a AME a Maria de Fátima Saraiva Ferreira, a qual é também minha amiga.

Não posso deixar de fazer uma observação que tem me angustiado e que estão interligadas, embora muitos desatentos não estão se dando conta.

Preciso salientar que uma quantidade grande de mulheres numa mesa de honra, por incrível que  pareça em pleno século XXI ainda é motivo de destaque. Recentemente, participei de um evento da área de economia aqui mesmo em Campo Mourão-Pr e na mesa de autoridades, das oito pessoas só havia uma mulher.

E tenho certeza absoluta que a coisa pode piorar, pela onda fascista e machista que ronda nosso país no momento, tanto pelo "dirigente" maior que além de ser o mais impopular da história,  que tem na sua equipe diretiva 99% de homens brancos, como por  um outro sujeito por aí, que despreza as mulheres e as trata como objeto, que endeusa a época da ditadura militar, me fazendo embrulhar o estômago,  e incrivelmente possui grande aceitação por jovens de acordo com as pesquisas. Todos devem se preocupar, especialmente os e as intelectuais do país para um fenômeno que pode ser drástico, amargo e muito comprometedor para as futuras gerações.    

 

     

            

6 comentários:

  1. Ana Aparecida Ceola Ribeiro1 de outubro de 2017 13:51

    Professor Maybuk, em tão pouco tempo que o conheço, cresce a minha admiração por ti. Parabéns pelo texto muito bem colocado e oportuno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Ana Aparecida Ceola Ribeiro. A recíproca é verdadeira.

      Excluir
  2. Silvia Novaes Fernandes1 de outubro de 2017 14:11

    Parabéns por estar presente e por nos trazer à memória esse momento tão importante para nossa cidade, o qual é a comemoração dos 60 anos da nossa Biblioteca Municipal!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Professor Maybuk por sempre prestigiar eventos importantes como este e por informar a comunidade local das ações culturais da nossa querida Campo Mourão!E como vice presidente da AME (Associação Mourãoense de Escritores) deixo meu sincero apreço por sua chegada entre nós, pois tenho certeza absoluta que a AME tem muito a ganhar com a soma de seus talentos e inspiração de grande escritor que é! Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fátima Braga. Fico muito lisonjeado com suas palavras e espero não decepcionar

      Excluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.