quarta-feira, 20 de novembro de 2013

NO DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA, UM TRISTE EXEMPLO DE DISCRIMINAÇÃO

No dia da consciência negra, um triste exemplo de discriminação. CLIQUE AQUI para ler

21 comentários:

  1. Na minha opinião, é muito complicado falar sobre esse assunto,pois todo mundo é ciente e realista que por mais que façam leis (que não são realmente cumpridas) e projetos objetivando fim ao racismo, infelizmente ele ainda é muito forte e dificilmente será abolido,pois está na consciência de cada ser humano, eu odeio quem é racista, eu não sou, e sou totalmente contra as cotas em Universidades para negros,isso chega a ser ridículo,pois essa é a forma mais explicita de racismo, Pois negros são pessoas normais, como qualquer um de nós.

    ResponderExcluir
  2. Racismo é um tema bem comentado nos dias de hoje, mais só se é comentado, sabemos que existe mais não fazemos muita coisa para combater. Nas escolas o assunto só é comentado no dia da Consciência Negra, e depois disso é esquecido, e só é lembrado no próximo ano. Por mais que se façam campanhas, e projetos é algo passageiro, mais é por uma sociedade melhor que devemos tentar. Racismo tem ser ensinado, aprender com a família, pois será ela o exemplo a ser seguido pela criança.

    Andressa Ribeiro da Silva 2° ano de Economia

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente o racismo e o preconceito ainda são presentes em nossa sociedade, algo que na teoria funciona, mais na pratica não acontece na verdade. Sou contra qualquer tipo de violência verbal ou não, principalmente no que se diz respeito a aparência física, esse tipo de atitude relatada na matéria não beneficia a ninguém. Acho que deveríamos ter em nosso pais atitudes mais firmes e rigorosas no que se tratasse deste assunto.

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente o racismo e o preconceito ainda são presentes em nossa sociedade, algo que na teoria funciona, mais na pratica não acontece na verdade. Sou contra qualquer tipo de violência verbal ou não, principalmente no que se diz respeito a aparência física, esse tipo de atitude relatada na matéria não beneficia a ninguém. Acho que deveríamos ter em nosso pais atitudes mais firmes e rigorosas no que se tratasse deste assunto.

    Flavia Pereira - 2 ano de Ciências Econômicas.

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente nos dias de hoje ainda existem pessoas que não dão importância para o racismo, pensam que a discriminação é só pela cor ou raça, na minha opinião, deveria ser mais severas as punições pra quem comete esse tipo de ato, só assim vai perceber como é triste ser discriminado perante a sociedade.

    Fabio de Oliveira Pedrero 2° Ano de Economia
    Economia Politica.

    ResponderExcluir
  6. É lamentável ainda lermos noticias como essas em um país cujo o desenvolvimento e economia tem se destacado tanto nos últimos anos. O mal do Brasil está nessa pequena parcela da população que ainda arrasta a ignorância no peito e não sabe respeitar o próximo. Só daremos de fato, o primeiro passo na escada da evolução econômica e social, quando TODOS os brasileiros mudarem as suas opiniões e seguirem aquelas belas palavras escritas na constituição que afirma que "todos são iguais", palavras essas que somente está no papel e infelizmente não estão ainda na cabeça das pessoas.

    Marcos Venicius Milani
    2º ano de Ciências Econômicas

    ResponderExcluir
  7. O Brasil é um país provido de raças e costumes, pena que na educação brasileira não se evidenciam essas culturas, "nos orgulhamos" de sermos descendentes de italianos, espanhóis e portugueses; o último ao qual se fez a cultura do brasileiro, (Também sou descendente de português) que é de dar um jeitinho em tudo. Mas tenho certeza que todos nós temos um pouco do sofrido sangue africano e na minha opinião ser racista é tripudiar a própria história.

    Marllos Alberto
    2º ano do curso de ciências econômicas

    ResponderExcluir
  8. Não acho necessário um dia para a consciência negra, da mesma forma que acho que pessoas civilizadas e inteligentes não cometem o racismo e tratam todos com igualdade. As leis contra o racismo precisam ser severas e punir os praticantes de forma rígida e rigorosa, não só para racismo contra a raça negra, tendo em vista que o racismo também é praticado contra outras raças, não podendo deixar de ressaltar os vários tipos de preconceitos também praticados, em especial pela classe social e cultural (religiões, costumes, etc.). Se as pessoas realmente usassem suas cabeças de forma evoluída e de maneira civilizada perceberiam que a coisa mais sem propósito que existe é este tal racismo, não sendo necessário um dia para a consciência negra.
    Marcio T. Kaneda Moraes
    Economia Política - 2º ano Ciências Econômicas

    ResponderExcluir
  9. Leila Daiane Pelosi da Silva 2º ano de Economia2 de dezembro de 2013 04:38

    O racismo ainda existe e não adianta fecharmos nossos olhos para fingirmos que não o enxergamos,o que apenas é mascarado por uma lei de proteção que não protege,que não auxilia ,que não da assistência ou seja que só existe mesmo como tantas outras leis no nosso pais ,que são como um enfeite de natal que é bonito para se olhar mas que não serve para nada.

    ResponderExcluir
  10. Andressa Caroline de Almeida2 de dezembro de 2013 13:54

    Ao nos silenciarmos perante as demonstrações de racismo nos tornamos solidários com o episódio - absolutamente lamentável. O racismo é uma forma de discriminação não somente pela cor da pele, mas também entre pessoas de raça, credo religioso, nacionalidade diferentes. Mas o que vemos são pessoas ignorantes que desprezam os outros por serem negras ou brancas, por crerem em religiões contrárias a dela, por fazerem escolhas sexuais diferentes das convencionais. A pessoa racista não se importa com o sentimento dos outros ao manifestarem suas críticas discriminatórias. As pessoas que são vítimas de racismo normalmente são retraídas, inseguras, etc., pois acham que não são conforme o padrão da sociedade, sendo que o padrão quem estabelece somos nós mesmos. As pessoas têm que se conscientizar de que devem respeitar os outros para que da mesma forma sejam respeitadas.

    ResponderExcluir
  11. Andressa Caroline de Almeida2 de dezembro de 2013 13:55

    Ao nos silenciarmos perante as demonstrações de racismo nos tornamos solidários com o episódio - absolutamente lamentável. O racismo é uma forma de discriminação não somente pela cor da pele, mas também entre pessoas de raça, credo religioso, nacionalidade diferentes. Mas o que vemos são pessoas ignorantes que desprezam os outros por serem negras ou brancas, por crerem em religiões contrárias a dela, por fazerem escolhas sexuais diferentes das convencionais. A pessoa racista não se importa com o sentimento dos outros ao manifestarem suas críticas discriminatórias. As pessoas que são vítimas de racismo normalmente são retraídas, inseguras, etc., pois acham que não são conforme o padrão da sociedade, sendo que o padrão quem estabelece somos nós mesmos. As pessoas têm que se conscientizar de que devem respeitar os outros para que da mesma forma sejam respeitadas.

    Andressa Caroline de Almeida
    2° Ano - Ciências Econômicas

    ResponderExcluir
  12. Difícil admitir, que em pleno século XXI, o preconceito ainda esta enraizada em nossa sociedade, se não bastasse toda barbárie causados ao povo africano no passado, ainda hoje ofendem um povo que deveríamos agradecer pela contribuição que foram forçados a dar para esse país.

    Marcos Apº Selicani - 2º Ciências Econômicas

    ResponderExcluir
  13. É revoltante estarmos rodeados de pessoas preconceituosas que se acham melhores do que os outros só porque têm a pele clara ou até mesmo mais dinheiro, mas isso não é sinônimo de caráter. Feliz quem saber respeitar o próximo, pois isso é uma virtude.

    Nara Rúbia Cavallari
    2° Ano de Ciências Econômicas

    ResponderExcluir
  14. É um absurdo que hoje em dia ainda exista o preconceito no Brasil, um país de varias etnias, existe o dia da conciencia negra, mas a maioria dos brasileiros tem preconceito, e não devemos tapar o sol com a peneira.

    Tatiane Bernadino de Souza.
    2° ano Economia

    ResponderExcluir
  15. É difícil de acreditar que um dia as leis serão seguidas de acordo como são escritas. O racismo ou preconceito em geral é uma atitude de pessoas com mente pequena, que não aceitam o próximo de forma igual, não se pode julgar ninguém pela aparência. As leis nunca se cumprem quando quem deveria defende-la deixa brechas, realmente as vezes é mais fácil ignorar, mas dessa forma os direitos não serão iguais para todos, quem sofre preconceito, sendo negro ou não, deve sim ir a luta.
    Francieli H. de Morais 2° ano de Economia

    ResponderExcluir
  16. É triste acreditar que nos dias de hoje o racismo e o preconceito continuam, depois de tantas lutas e sofrimento para o negro conseguir um espaço na sociedade e ser visto como uma pessoa normal, é lamentável q exista pessoas ignorantes que acham que é melhor que o outro para julgar e discriminar, porque cor não diferencia ninguém, mas sim humildade e caráter.

    Juliana de Oliveira Teixeira
    2º ano de Economia

    ResponderExcluir
  17. É impressionante como hoje em dia com tudo o que o mundo tem, pessoas ainda continuam a discriminar pessoas. De fato perante Deus somos todos iguais, e porque perante a sociedade a uns melhores que outros por suas diferenças financeiras de cor, raça, religião etc. É realmente algo muito ignorante a ser levado em consideração, onde com a morte todos ficam igual.

    "Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos haverá Guerra!"

    Janaína Aparecida Almeida dos Santos - 2º Ciências Econômicas

    ResponderExcluir
  18. É muito triste saber que ainda hoje existe preconceito racial no Brasil. As pessoas deveriam ter mais consciência, que a cor da pele não define caráter. Podemos observar que até na faculdade, este tipo de preconceito existe, através de cotas para negros ingressarem em um ensino superior, é revoltante, pois não deveria haver distinção, somos todos iguais. As leis para qualquer forma de preconceito deveriam ser mais severas, e punir quem as praticasse.

    Joicy Mayara Leite
    2º Ano de Economia

    ResponderExcluir
  19. É muito triste saber que ainda hoje existe preconceito racial no Brasil. As pessoas deveriam ter mais consciência, que a cor da pele não define caráter. Podemos observar que até na faculdade, este tipo de preconceito existe, através de cotas para negros ingressarem em um ensino superior, é revoltante, pois não deveria haver distinção, somos todos iguais. As leis para qualquer forma de preconceito deveriam ser mais severas, e punir quem as praticasse.

    Joicy Mayara Leite
    2º Ano de Economia

    ResponderExcluir
  20. racismo realmente tem que se acabar por completo, mas talvez esse caso não seja de racismo, e sim de um preconceito. Por mais que ele fosse chamado de preto f..., entra como uma ofensa pessoal e não um racismo em si, não ofendeu toda uma raça de negros. O fato do segurança der razão ao homem branco, sim foi um ato de racismo, por achar que por ser negro o cantor fosse o culpado. Esse é um crime infelizmente muito comum, que nós mesmo, as vezes sem perceber, o cometemos.

    Aroldo de Oliveira Bento. Economia 2ºA

    ResponderExcluir
  21. É muito triste saber que ainda tem gente deste nível no nosso país no qual o desenvolvimento e economia tem se destacado nos últimos anos. Mas sabemos que tem uma pequena parte da população que são "ignorantes" e não sabem respeitar o próximo...
    E que isso só mudará quando todos os brasileiros mudarem as suas opiniões e seguirem aquelas LINDAS palavras escritas na constituição que afirma que "todos são iguais", palavras essas que somente está no papel e infelizmente não estão ainda na cabeça das pessoas.
    Cristieli L. da Silva - 2° ano economia

    ResponderExcluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.