sexta-feira, 10 de maio de 2013

SIGO NA CONDIÇÃO DE PROFESSOR E PESQUISADOR



No  primeiro mandato de direção da Unespar/Fecilcam do  professor Antonio Carlos Aleixo eu não fiz parte da gestão, mas sempre palpitei porque era muito bem recebido por aqueles que estavam à frente daquela empreitada.

Sempre procurei me envolver na vida da nossa instituição, além das aulas. Participei de comissões remuneradas ou não  nas gestões dos professores Sinclair Pozza Casemiro e Rubens Luiz Sartori. Cheguei inclusive a ser o presidente da comissão eleitoral quando Antonio Carlos Aleixo disputou com outros quatro candidatos e foi uma das atribuições mais difíceis que enfrentei, devido nível de tensão daquela campanha, diferentemente do que ocorreu na última do dia 07 de maio de 2013.

Depois de ter sido coordenador do curso de ciências econômicas por cinco mandatos seguidos, trabalhei em diversas comissões (algumas remuneradas e a maioria não) da primeira gestão do Aleixo, especialmente a da comissão do TIDE que aprova e avalia os projetos de dedicação exclusiva dos professores. Também trabalhei por muitos anos no NEPE – Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas - vinculado ao departamento de economia da Unespar/Fecilcam e com ajuda de alguns alunos desenvolvi a pesquisa da cesta básica em Campo Mourão, a qual era pauta constante de matéria jornalística de alguns órgãos de imprensa da nossa cidade.     

Em 2006, juntamente com os professores Ivonete de Almeida Souza, João Marcos Borges Avelar e Paulo Roberto Santana Borges, tornamos a Fecilcam executora de recursos do FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador por meio de convênio com a Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego e Promoção Social e executamos projetos em Altamira do Paraná, Iretama e Quarto Centenário.

Em 2009,  juntamente com os professores Ivonete de Almeida Souza e Márcio Carvalho dos Santos desenvolvi projeto que culminou na implantação do sistema de coletas de águas da chuva na nossa instituição, com o objetivo de redução econômica e exemplo ecológico.  Para implantação do projeto contei com a ajuda dos professores Jesus Crepaldi e João Carlos Leonello que estavam na gestão e do agente universitário Celso Grigoli.

No segundo semestre de 2009 fui convidado e aceitei participar da segunda gestão de diretor  do professor Antonio Carlos Aleixo na condução da Secretaria Geral, que tinha como atribuições, além de registrar todas as reuniões do Conselho Diretor e CEPPEC e Assembleia Geral e elaborar e publicar todas as resoluções oriundas dessas instâncias. Para tanto, contei é claro com as valorosas contribuições da assessora técnica Adriana Beloti e de minhas secretárias Andreia Thais Gomes de Albuquerque, que após encerramento de contrato foi substituída pela Laís Maykielen de Carvalho e  essa posteriormente substituída pela Rejiane Alves da Rocha. Ainda no cargo, também era responsável pela aprovação de todos cerimoniais da instituição, pelos trabalhos do protocolo geral e pelo setor de informática.

Enquanto Secretário Geral,  também fui nomeado na condição de coordenador geral das comissões de todos os concursos públicos e testes seletivos de 2009 até o início de 2013. Com a valorosa contribuição dos outros membros que compuseram as referidas comissões, tivemos a felicidade de homologação junto às instâncias superiores de todos os resultados que possibilitaram a contratação de vários professores e agentes universitários.

Além de exercer a função, não deixei de participar de outros projetos na instituição, especialmente os de extensão universitária que é uma de minhas paixões. Fui coordenador ou  colaborador de projetos do programa universidade sem fronteiras com trabalhos em Barbosa Ferraz, Iretama, Peabiru e Roncador, sempre com os meus companheiros Adalberto Dias de Souza e João Marcos Borges Avelar.

Entre 2010 e 2011 desenvolvi um projeto aprovado por mim e pela professora Aurea Viana de Andrade junto ao Tribunal de Contas do Estado do Paraná, chamado PAFSocial  e fizemos um trabalho em Araruna e Goioerê sobre o funcionamento do transporte escolar público daqueles municípios. Nos referidos trabalhos contei as valorosas contribuições de Andreia Thais Gomes Albuquerque liderando os trabalhos de outros dezenove estagiários e dos professores Analeia Domingues, João Marcos Borges Avelar e Juliano Domingues da Silva.

Em dois mil e doze, depois de um longo trabalho de pesquisa e visitas in loco, (parte de um projeto de TIDE)  fundei com a colaboração de professores de todos os departamentos da nossa instituição da IESOLCAM – Incubadora Universitária de Economia Solidária de Campo Mourão. Tendo como sócios fundadores: Sérgio Luiz Maybuk ( primeira coordenação ) e demais membros: Adalberto Dias de Souza,Adriana Beloti, Annamaria Artigas, Andreia Thais Gomes de Albuquerque, Cassio Henrique Ceniz, Claudinéia Pereira Lopes, Cleverson de Lima, Dalva Helena de Medeiros, Fábio Rodrigues da Costa, Frank Antonio Mezzomo,João Carlos Leonello,João Marcos Borges Avelar, José Pochapski, Juliano Domingues da Silva, Juliano Fabiano da Mota, Larissa de Mattos Alves,Marcelo Marchine Ferreira,Nathielly Daiany Oliveira Santos, Paulo Roberto Santana Borges,Ricardina Dias, Rony Peterson da Rocha e Zilda Ferreira Leandro.

Entre 2012 e 2013 a Unespar/Fecilcam (por causa da existência da IESOLCAM) assinou um contrato com a Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego e Economia Solidária para a execução de 17 cursos de gestão em economia solidária em diversos municípios do Estado do Paraná, inclusive na região metropolitana de Curitiba e fui designado para coordenação geral dos trabalhos e contei com a valorosa contribuição dos professores Adalberto Dias de Souza e João Marcos Borges Avelar e das agentes universitárias Ana Rosa de Rezende, Brígida de Araújo e  Maria Angela Facco.

Após o processo de eleição da Unespar/Fecilcam em que apoiei com muito orgulho a chapa Aurea Viana e Frank Mezzomo e  com a eleição dos professores Eder Rogério Stela e Valdir Alves aos quais mais uma vez desejo que façam uma ótima gestão, Eu e vários dos nomeados da antiga gestão, pedimos exoneração dos cargos que ocupávamos mesmo antes do término do atual mandato, para dar liberdade aos novos gestores comporem as equipes com os seus apoiadores, porque não há necessidade de esperar a nomeação do Governador do Estado, pois afinal de contas o diretor eleito já está exercendo a referida função.

Da minha parte, fico feliz por ter contribuído com a instituição pelos diversos trabalhos relatados nessa matéria e por outros que não citei e sigo meu caminho como professor do departamento de economia no qual estou há 17 anos e vou continuar desenvolvendo minhas pesquisas em economia solidária, participar do Grupo de Pesquisa GERA e atuar na coordenação da IESOLCAM.  

3 comentários:

  1. Nos acadêmicos ficamos gratos pela dedicação e pelo seu trabalho na nossa instituição e que venham mais 17 anos,esperamos que o Frank e a Aurea participem novamente nas próximas eleições e aguardamos que esta seja uma boa gestão dos novos eleitos...

    Att

    Michele da Silva
    segundo ano de Ciências Economicas

    ResponderExcluir
  2. Anderson Marcondes14 de maio de 2013 13:48

    Belo relato Maybuk.

    Parabéns pelos anos de dedicação aos diversos setores do Campus da nossa Universidade.

    Abraços,
    Anderson Marcondes

    ResponderExcluir
  3. Sabemos da dedicação e do esforço que todos que passaram pela gestão do mandato do professor Carlinhos, tiveram para constituir um projeto de responsabilidade! de respeito com a condição do espaço público! com um direcionamento no trabalho e na integração da instituição de ensino superior com toda a comunidade acadêmica, agentes, professores e a sociedade. Não temos dúvidas que os avanços foram enormes. Por isso, parabenizávamos a todos que tiveram a coragem de deixar o egocentrismo o egoísmo de lado e ser um servidor público. Que venham os próximos! que façam uma gestão para o público!!! Cícero Souza - professor de Geografia e Artes, ator, poeta.

    ResponderExcluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.