quarta-feira, 1 de agosto de 2012

MARIA DE LOURDES ROBERTO CEOLIM, UMA GRANDE MULHER

NA FOTO: OS FILHOS DE OURO MAURÍCIO E MÔNICA E OS PROFESSORES MARIA DE LOURDES (QUE NOS DEIXOU) E O GRANDE AMIGO PROFESSOR AMAURI - CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIAR  

Ontem (31/07/2012) e hoje (01/08/2012) foram dois dias muito tristes e emocionantes para várias pessoas de Campo Mourão e região, especialmente os professores.

Eu passei todo o dia de ontem com o peito dolorido e o coração apertado, cheguei a ligar para a minha casa em Roncador-Pr para ver se estava tudo bem por lá. Por volta das 19h30min, recebo uma ligação do amigo Carlinhos Aleixo muito triste, informando que a companheira professora Lourdes esposa do companheiro professor Amauri havia falecido. Confesso que fiquei sem chão por ela e pelo Amauri que é um grande amigo.

De posse da lista telefônica, liguei para algumas pessoas do meu convívio que gostam dela e dele e a reação era como uma bomba para as pessoas.

Ainda ontem, no Prever ouvi um relato de uma senhora que esteve uma hora antes com ela na Academia. E a conversa rolou sobre educação e a Lourdes fazendo seu planejamento para as aulas, as suas turmas, aquele amor de sempre de quem deu a vida para educar.Uma hora depois da conversa com aquela senhora, um infarto fulminante tirou a vida da Lourdes e ao seu lado, assim como aconteceu em muitos anos estava o Amauri (estavam fazendo esteira lado a lado).

No dia de hoje fiz questão de permanecer o mais que pude no velório (só saí um pouco para almoçar) e acompanhei cenas de emoção de muita gente. Pessoas choravam copiosamente, crianças. jovens, adultos, idosos. Todos no mesmo sentimento.

Uma das Irmãs do Colégio Santa Cruz fez uma bela homenagem destacando o papel da educadora Lourdes afirmando que vale a pena trabalhar com a dura e nobre educação e fez orações. Mais tarde veio o padre que em fevereiro havia feito o casamento da Mônica (filha da Lourdes). Também fez uma bela celebração com palavras que tentavam confortar, mas a dor era muito grande. No mesmo momento havia um jovem rapaz violeiro que não sei o nome e que trabalha no Colégio Santa Cruz . Ele cantou belas canções intercalado com o choro. Ele cantava e chorava, nunca vi algo parecido. Com o violão na mão, beijou o rosto da Lourdes, chorou, chorou e voltou a cantar, muito bonito.

Além dos amigos, os filhos Mauricio e Mônica sempre por perto e o Amauri sempre muito emocionados, era impressionante a reação dos parentes tanto dela quanto do esposo. A mãe do professor Amauri não se segurava de tanta emoção, saiu do hospital para ver a nora querida. Os irmãos dele e dela também estavam todos lá e muito emocionados.

No final, por volta das 16h, uma cena maravilhosa propiciada pelos amigos, grande parte de professores com rosas vermelhas nas mãos, fizeram um belo corredor para a passagem da grande Lourdes, ao som do violão e da voz  do jovem do Colégio Santa Cruz com aquela música "fica sempre um pouco de perfume nas mãos de quem oferece rosas".

Antes da despedida final  os companheiros Vilma e Carlinhos fizerem dois pronunciamentos muito emociados. A Vilma com a voz embargada lembrou do filho dela, da Lourdes e de outras professoras que nasceram na mesma época e da união que isso causou. Também falou da trajetória da Lourdes no Colégio em que trabalhou. O Carlinhos falou da convivência dele com o casal desde os tempos de adolescência em Luiziana, falou também das várias famílias que a Lourdes constituiu, ou seja, seus parentes da Paraíba, seus novos parentes no Paraná, os novos parentes em Luiziana e Nós (todos os amigos que estavam lá) e destacou que a família Amauri, Lourdes, Maurício e Mônica é um bloco, gostou de um tem que gostar dos outros.

A Lourdes com aquele sorriso maravilhoso, que construiu uma família e uma carreira vencedora, vai deixar saudades e será sempre lembrada como uma grande mulher.         
 

5 comentários:

  1. Terezinha Lima Pereira1 de agosto de 2012 18:22

    Olá Sergio!!!!
    Não pude ficar para o sepultamento da Lourdes e agora leio o seu texto e posso ter uma ideia de como foram difíceis esses dois dias. Fui um pouco hoje cedo. Ela estava linda, parecia que estava dormindo. Linda como sempre e serena. Não tive oportunidade de conhecer de perto a Lourdes, mas sei que ela era especial. A morte é, sem sombra de dúvidas, a experiência mais difícil e dolorosa que temos de enfrentar. Em dezembro de 2011 perdi um sobrinho e ainda não consigo acreditar, sempre acho que ele vai voltar. É estranho. Contudo, não temos escolha, temos que aceitar e continuar nossa caminhada.

    ResponderExcluir
  2. Querido Maybuk, que linda e singela homenagem. Como eu disse hoje à tarde, Lourdes Roberto (assim a chamávamos)foi uma Educadora e não apenas professora, pois sempre foi além do repassar conteúdos. Por isso, num período de muita intervenção e turbulência do governo Lerner onde eu Vilma fui demitida da Direção do Colégio Unidade Polo e VIVÍAMOS um processo de Intervenção (direção indicada e não eleita), convidamos para uma conversa a profª LURDES Roberto, pedindo para que ela concorresse no processo de Diretora.Precisávamos de uma pessoa que fosse da confiança da Comunidade Escolar e que tivesse firmeza nas decisões e posicionamentos políticos. O convencimento não foi fácil, mas ela aceitou. Era um período difícil pois o Paraná servia como modelo, na verdade chamávamos de laboratório, para o resto do País com Lerner colocando em prática as políticas reducionistas de Estado: pedágios, privatizações, como a da Copel, retirada de direitos, tentativa de substituir nosso Plano de Carreira por um tal PLADEP em que as APMs dos Colégios passariam a contratar os professores,etc. Na Direção, a partir de 2004, a professora Lurdes continuou conosco a resistência histórica nesse Estado. Só alguém com muita coragem para enfrentar tudo isso. Por muitos momentos como esses e outros é que rendemos nossa HOMENAGEM.
    Professora VILMA

    ResponderExcluir
  3. Nossa... que emociante!
    Maybuk, estou com lágrimas nos olhos por ler a sua homenagem e o comentário da Vilma. Eu gostaria de estar em Campo Mourão neste momento, para poder abraçar o Amauri e ficar ao lado de vocês, compartilhando a dor e a saudade.
    Espero que encontrem em Deus o principal apoio e conforto.
    Um abraço
    Rosangela

    ResponderExcluir
  4. Pois é, realmente foi um acontecimento muito triste. Apesar de a conhecer só de vista fiquei muito muito abalada com o que houve, pois considero e admiro muito o Amauri e nem consigo imaginar o tamanho da dor que tal perca causou à ele, aos seus filhos, parentes e amigos. Aquela noite não dormi direito, acordei várias vezes, estava com o coração apertado e ficava pensando em como nossa vida é passageira e como é importante dizer para as pessoas HOJE o quanto a amamos, o quanto a admiramos e o quanto elas nos são importante, pois não sabemos o que nos reserva o dia de amanhã, sabemos apenas que todos nós temos uma missão aqui na Terra e que quando a cumprimos Deus nos chama p/ estarmos ao seu lado... Com certeza ela cumpriu sua missão aqui de uma maneira memorável!

    ResponderExcluir
  5. Maria de Lurdes Roberto Ceolim, esta mulher tão especial fez parte da minha história, da minha formação desde o primário até o fundamental. Me ensinou, me serviu como exemplo, me aconselhou, educou, foi muito mais do que uma professora, uma amiga.
    Ela se foi, Deus recebeu uma filha especial que com toda a certeza deste mundo, cumpriu o seu papel de mãe, professora, amiga, esposa... Tudo o que fez, fez com grande dedicação nos deixando uma saudade, mas também um exemplo a se seguir. Nada pode amenizar a tristeza daqueles que a amam, mas tentar agir como ela, vencer como ela, ser uma vencedora nesta terra como ela foi, isso é um motivo pra ela se orgulhar onde estiver... Muitas saudades e muita emoção toda vez que eu me lembrar... Professora Lourdes Roberto, que esteja descansando em paz, em um lugar muito melhor.

    Taíse Detoni 2 ano de economia

    ResponderExcluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.