terça-feira, 1 de maio de 2012

EM REDE NACIONAL, PRESIDENTA DILMA VAI PARA CIMA DOS BANCOS

Em rede nacional, Presidenta Dilma Rousseff vai para cima dos bancos. CLIQUE AQUI para ler.

5 comentários:

  1. Mais uma vez aplausos para nossa presidenta! As medidas que ela têm tomando são de extrema importância (e urgência) para melhorar a vida dos Brasileiros... Parabéns Dilma! Creio que a medida que nós cidadãos Brasieleiros queremos comprovar primeiro é: "[...]que o governo utilize bem os recursos públicos, sempre de forma eficiente e honesta, para que a população sinta de forma mais efetiva possível o bom retorno do imposto que paga."

    ResponderExcluir
  2. Já estava na hora de algum presidente, fazer uma redução nas taxas de juros, e com a Dilma no poder, ocorreu esta redução, cuja a mesma veio em excelente momento, pois como sendo a Sexta Maior Economia do mundo, e com um sistema de banco tão sólido e lucrativo, que nem o nosso, não poderíamos continuar com as taxas de juros tão altas. Ela simplesmente começou com a redução do juros dos bancos públicos, logo em seguida os bancos privados, para não perder espaço na concorrência, foram meio que obrigados a reduzir também. Com isso com os juros mais baixos, os consumidores, vão ao mais depressa possível, regularizar sua situação devedora, pois como muitos tem sempre alguém com alguma dívida à pagar, aproveitando então a situação para renegociar a dívida, para que a mesma entre no novo processo de juro mais baixo, com isso deverá com certeza de dúvida, obter um bom ganho, na diferença da dívida. As empresas sem dúvidas, terão mais ânimo para investir em seus negócios, pois assim, com as taxas de juros reduzidas, as pessoas ( consumidores) procurará investir neste momento, para aproveitar as taxas reduzidas, poder comprar ou financiar o tão sonhado carro zero, um veículo qualquer, ou até mesmo a tão desejada e sonhada casa própria, não desperdiçaram esta oportunidade, ainda mais que agora a Caixa Econômica Federal, anunciou que teve uma redução dos juros de até 21% no financiamento da casa própria, e com alguns benefícios extras pra quem já é cliente da Caixa. Ou seja com todas estas reduções iniciadas pela Presidente e logo depois acompanhadas por todos os bancos, injetará na Economia do país um grande valor, pois todos vão buscar investir nestas reduções, cujo o mesmo, levará sobre qualquer circunstância um aumento no PIB.

    ResponderExcluir
  3. Méritos ao governo. Com certeza uma conquista para a população brasileira em um modo geral. É uma medida que irá conceder uma maior poder de compra, e uma possível renegociação dos débitos já existentes. Não só a redução dos juros, mais também a redução do spread (diferença entre os juros que são cobrados pelo banco ao tomador do empréstimo e o valor que é pago ao emprestador dos recursos ao banco). A taxa de juros do Brasil, já não é a mais alta do mundo, é a primeira vez que está abaixo de 10% do valor nominal e 5% do valor real, e a tendência é cair ainda mais. No caso dos spreads bancários, os bancos públicos, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e BNDES, estão reduzindo unilateralmente suas taxas na expectativa de criar um clima no mercado, que os bancos privados também sejam obrigados a reduzir. Isso está dando certo resultado. Mas o governo não dispõe de instrumentos legais para obrigar os bancos a baixarem os juros por decreto.

    Thiago Brante, 2º Economia

    ResponderExcluir
  4. Elimara Rosa dos Santos10 de maio de 2012 05:25

    Essa atitude do governo na redução dos juros cobrados pelo Banco do Brasil, e da Caixa Econômica é um incentivo ou pressão para o setor privado, baixar suas taxas, para que possam continuar a caminhada da concorrência. Ai que vemos que a intervenção o do governo na economia pode trazer grandes avanços para o país, como disse a presidenta Dilma Rousseff “é inadmissível que o Brasil com a Selic abaixando e a inflação estável continuar com taxas de juros tão alto”. Com essa atitude podemos esperar que nossa economia responda com grandes avanços e crescimento.
    Elimara Rosa dos Santos 2° ano de Economia

    ResponderExcluir
  5. Uma baixa na taxa de juros é sempre bem vinda, porém, não devemos simplesmente vangloriar a Presidenta Dilma. Essa ação nada mais é que uma exigência do mercado interno, que vinha esfriando e se retraindo. A baixa de juros é para impulsionar novamente o consumo brasileiro e não uma decisão benevolente da Presidência. Puramente política econômica.

    RAFAELA SANTOS VIEIRA 2° ANO ECONOMIA

    ResponderExcluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.