terça-feira, 6 de março de 2012

A FORÇA DA MULHER

Uma pequena observação: o texto homenageia as mulheres, mas metade dele trata da atitude dos homens, portanto vale para os dois sexos.

A cada novo 8 de março fico pensando sobre como tentar homenagear as mulheres, pois tantas coisas já foram ditas. Vamos ver o que sai em 2012.

Talvez algumas mulheres já mereçam receber homenagem somente por suportarem determinados tipos de homens. Pense naquele homem que agride fisicamente sua mulher; naquele homem que agride sua mulher com palavras que cortam mais que uma navalha; naquele homem estúpido que só fala com sua mulher com agressividade; naquele homem que faz sexo com a mulher como se ela fosse uma boneca inflável; naquele homem que não gosta de tomar banho ou não costuma escovar os dentes; naquele homem que pensa que ajudar a mulher em alguns afazeres domésticos vai deixá-lo menos macho; naquele homem que vive bêbado ou que “come” cigarros. Naquele homem que não acompanha ou leva a mulher a lugar nenhum; naquele homem que impede o crescimento pessoal e profissional de sua mulher, etc e etc. São diversos exemplos que tornariam qualquer mulher uma heroína.

Às vezes fico pensando sobre a tal força do homem em relação à mulher e excluindo a força física de carregar peso em que o homem é muito mais superior pela sua própria natureza, em outras coisas a mulher parece ser bem mais forte. É comum uma mãe passar o dia trabalhando normalmente, conversando, rindo e num belo momento no final da noite dizer que desde cedo estava com uma dor de cabeça insuportável e sem que ninguém tivesse percebido. É comum ver homens com pequenos desconfortos quase pedirem para fazer o testamento porque parecem que irão morrer. As mulheres parecem suportar mais as dores do que os homens nos hospitais ou mesmo nos baques da vida.

É muito comum mulheres serem abandonadas por seus “companheiros” e se obrigarem a sustentar um “penca” de filhos, trabalhando de sol a sol e homens que são abandonados por suas “companheiras, caírem na bebedeira e na indigência. É muito comum uma mulher nova ficar viúva e suportar a solidão por um tempo razoável, enquanto que no caso de um homem novo este sai “correndo” arranjar outra porque não consegue viver sem depender de uma mulher. É muito comum a mulher mais idosa ficar viúva e ainda viver sozinha por um longo tempo, enquanto um homem mais idoso fica viúvo e das duas uma: ou se casa logo depois ou morre logo em seguida. É claro que em tudo o que eu escrevi até agora existem as muitas exceções, mas parece que a força da mulher prevalece na maioria dos casos.

Estamos vivendo um momento muito interessante para as mulheres. Outro dia fiquei feliz por causa na nova lei que permite que qualquer pessoa possa denunciar qualquer homem que agrida uma mulher. Na lei anterior a mulher agredida é que tinha de fazer a denúncia e por medo ou pelos filhos não fazia. Existe muito preconceito e muita discriminação ainda, mas aos poucos as coisas estão melhorando.

No campo profissional, as mulheres atualmente parecem que já atuam em praticamente tudo. Os homens ainda ficam desconfiados em alguns momentos, mas elas estão atuando muito bem. Eu mesmo, certa vez, numa aeronave de uma empresa que eu não conhecia, já estava apreensivo no momento da decolagem e quando encaixei o cinto de segurança ouvi uma voz “doce” dizer pelo sistema de som: sou A COMANDANTE fulana de tal e vou conduzir os senhores até .... Confesso que meu machismo aflorou naquele momento, mas fazer o que, nunca dependi tanto de uma mulher como naquela ocasião.

No campo político, temos vereadoras, prefeitas, deputadas, senadoras, governadoras, Ministras e atualmente temos uma situação inusitada no país, ou seja, na Presidência e na Chefia da Casa Civil os dois cargos mais importantes, temos duas mulheres.

Boa parte das mulheres está com a auto-estima mais elevada. Elas se cuidam mais, estão mais bonitas principalmente porque se sentem mais bonitas. Há muitas mulheres que aparentam ter bem menos idade do que o registro de nascimento atesta. As mulheres estão cada vez mais independentes e buscam seus espaços na sociedade com muita determinação.

E no anonimato ainda temos milhares de mulheres que criam seus filhos, sustentam suas famílias, cuidam de drogados, carregam doentes para cima e para baixo, denunciam injustiças, preocupam-se com os menores abandonados, preocupam-se com as causas sociais, com o sofrimento dos animais, etc e etc. Enfim penso que pelas modestas palavras que escrevi, já posso considerar homenageadas todas as mulheres na comemoração do seu dia. Especialmente quero que se sintam homenageadas, minha mãe Inez, minhas irmãs Rose Mari e Rosane e minha namorada Leda Mariza com quem tenho um ótimo relacionamento.

13 comentários:

  1. Bruno Costa Branco, 2o. Ano Ciências Econômicas7 de março de 2012 06:50

    Realmente.
    As mulheres sempre tiveram sua importância na humanidade. Mais nos últimos anos as mulheres tem se destacado cada vez mais e mais, e conquistando a tão almejada igualdade. Claro, ainda há muito preconceito contra as mulheres, mais aos poucos isso tem sido amenizado na sociedade.
    Esse dia 8 de março deve ser e muito bem comemorado, por que as nossas MULHERES merecem.
    Merecem a igualdade, o respeito, o mérito de suas conquistas.

    ResponderExcluir
  2. Você mais uma vez surpreendeu. Gosto muito de seus textos. Valeu pela homenagem, bastante real.

    ResponderExcluir
  3. Sinto-me homenageada e honrada com as belas palavras desse distinto professor de ensino superior. Parabéns pelo seu trabalho e que Deus continue te abençoando...sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Professora Rosângela e que Deus te abençõe também.

      Excluir
    2. Olá meu irmão, agradeço imensamente a consideração especial. E faço minha as suas palavras. Na área da Assistência Social os exemplos de mulheres guerreiras, são bem acirrados. São mulheres que vivem uma cadeia de privações oriundas de um processo cumulativo de instabilidade afetiva, ocupacional, econômica e muitas outras e ainda assim conseguem se levantar todos os dias para enfrentar as labutas da vida. E que bom que há ainda muitos homens como você.Que Deus te abençoe. Rose Mari

      Excluir
    3. Muito obrigado pelas palavras minha querida irmã. Que Deus te abençoe também.

      Excluir
  4. Gostei muito do seu texto...

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelas belas palavras ditas professor!!

    ResponderExcluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.