sexta-feira, 5 de novembro de 2010

PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE LULA SOBRE AS ELEIÇÕES

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um pronunciamento em rede nacional sobre as eleições. CLIQUE AQUI para assistir.

3 comentários:

  1. Rubens Veiga - Formado em Economia em 20097 de novembro de 2010 15:44

    Põe o pronunciamento sobre a possível volta da CPMF. Nem mesmo acabou a eleição e a quadrilha já está querendo roubar a população novamente. Aquela vez o governo foi derrotado, agora que terá a maioria que vai conseguir segurar??
    Esse é o brasil do PT, do Lula e da Dilma.

    ResponderExcluir
  2. Rubens Veiga - Formado em Economia em 20097 de novembro de 2010 15:47

    Por Reuters, reuters.com, Atualizado: 5/11/2010 16:36
    Sarney diz que há possibilidade de Congresso propor recriar CPMF
    SÃO PAULO (Reuters) - O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse nesta sexta-feira que existe a possibilidade de surgir a iniciativa de recriar a CPMF em alguma das duas Casas do Congresso, informou a Agência Senado.
    'Eu ouvi a ministra Dilma Rousseff dizer que não vai mandar nenhum projeto fazendo retornar a CPMF. Agora, isso não impede que, aqui dentro das duas Casas do Congresso, apareça uma iniciativa parlamentar restaurando essa contribuição', disse Sarney, segundo informações da agência.
    Dilma afirmou em entrevista coletiva na quarta-feira, a primeira após ser eleita no último dia 31, que não pretendia enviar a recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira ao Congresso, mas que não poderia ignorar o que chamou de movimento de alguns governadores pela recriação do imposto.
    A cobrança da CPMF, originalmente criada para destinar recursos à área de saúde, foi interrompida em dezembro de 2007, quando a proposta de renovação do tributo foi derrubada no Senado numa das maiores derrotas sofridas nos quase oito anos de governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
    Na quinta-feira o governador reeleito de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), disse após reunião com os demais cinco governadores eleitos pela sigla que 'se precisar restabelecer em parte ou totalmente a CPMF, vamos fazê-lo'.
    Nesta sexta, entidades que representam o setor produtivo criticaram a ideia de recriação do imposto.
    O presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Braga de Andrade, afirmou que a CNI é 'totalmente contrária' à proposta.
    'Isso não resolve o problema da saúde. Acho que antes de pensar em novas receitas, temos de pensar em melhoria da gestão', avaliou.
    O presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, que disputou o governo estadual pelo PSB, foi na mesma linha.
    'Somos contrários à criação e/ou aumento de qualquer imposto. A sociedade brasileira não aceita elevação da carga tributária', afirma a nota, que também pede a realização de uma reforma tributária pelo novo governo.
    Outra entidade que criticou a ideia de restabelecimento do imposto foi a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio). Segundo seu presidente, Abram Szajman, a proposta é 'inaceitável'.
    'Esse é o momento de se debater sobre uma reforma tributária mais ampla e não de voltar a falar na criação de um novo tributo', disse, segundo comunicado.
    Os partidos de oposição também atacaram a ideia, e a liderança do Democratas no Senado divulgou nota sobre a possibilidade de cobrança.
    'É inaceitável --e o eleitor não deverá perdoá-los por isso-- que o assunto tenha sido escamoteado à população durante toda a campanha eleitoral para ressurgir agora com o mesmo argumento enganoso de que falta dinheiro para a saúde', diz o comunicado.
    (Por Eduardo Simões)

    ResponderExcluir
  3. Foi só passar as eleições que essa cambada de bandidos já começou a aprontar, e não venham falar que esse dinheiro vai para saúde, na realidade a maioria dela fica no bolso desses corruptos ordinários. Mas tudo bem o povo tem bolsa família e tudo mais. O pior é que desses ladrões não temos como nos defender, o povo concedeu a eles o direito de roubar.

    ResponderExcluir

LEIA COM ATENÇÃO!

Este espaço é para você fazer o seu comentário sobre a postagem ou mesmo sobre o blog como um todo. Serão publicados todos os comentários a favor ou contra, desde que não contenham textos ofensivos.
Os comentários serão publicados até 24 horas após o envio.

Se você NÃO quiser se identificar, marque o seu perfil como ANÔNIMO e envie. Se você QUISER se identificar, marque o seu perfil como NOME/URL, escreva o seu nome no campo NOME e deixe o URL em branco e envie.